Buscar
  • MaxSystem

Aprenda a Gerenciar Riscos

Atualizado: 30 de Abr de 2018

Realizar uma Gestão de Riscos efetiva inclui planejar, organizar, gerenciar e controlar os recursos materiais e humanos da organização. Mas por que ela é tão importante? Quais os benefícios de uma empresa que aprende a gerenciar riscos?


O principal objetivo da Gestão de Riscos é minimizar danos dentro da empresa e fazer dos riscos vigentes uma oportunidade para crescer e trazer ganhos à instituição. Por mais que pareça impensável, é possível fazer com que isso aconteça.


Quando uma empresa se depara com incertezas e riscos, ela se vê diante de decisões importantes que podem definir o futuro da organização e coloca em cheque o comprometimento dos colaboradores com o objetivo profissional da empresa.


A Gestão de Riscos surge como uma aliada para enfrentar essas situações. Desenvolver estratégias que evitem o problema e se desafiar a avançar dentro do segmento de atuação só é possível a partir do momento em que uma instituição se sente segura para seguir adiante.


Planejamento


Para que uma Gestão de Riscos seja realizada com segurança e eficiência, é preciso reunir toda e qualquer informação possível sobre a ideia e se planejar para colocá-la em prática. Entender o conceito do gerenciamento de riscos evita erros de execução e perda do controle administrativo da empresa.


Uma empresa que aprende a gerenciar os riscos está um passo a frente das demais. Esse tipo de gestão envolve analisar e prever falhas, erros e uma série de outros problemas capazes de gerar uma crise na organização, impedindo seu crescimento e levando os planos por água abaixo.





Execução

Podemos resumir a execução de uma Gestão de Riscos em três passos:


Passo 1 - O Reconhecimento

Na hora de planejar os próximos passos, definir os objetivos e traçar metas, aprenda a reconhecer os riscos eminentes de sua estratégia. Cada empresa possui necessidades específicas e está sujeita a enfrentar riscos diversos. Para evitar o impedimento causado por problemas, saiba identificar os pontos negativos em torno da administração do empreendimento.


Passo 2 – A Classificação

Após analisar a fundo os riscos eminentes, classifique-os em escala de impacto e probabilidade. Dar prioridade para solucionar os problemas maiores e mais urgentes elimina a chance das operações da empresa sofrerem um entrave, podendo utilizá-los como vantagem na hora de traçar metas e desenvolver estratégias de mercado.


Passo 3 – A Aplicação

A fase da aplicação dos riscos envolve agir diante do problema. Se você já foi atingido por um risco eminente, a gestão é capaz de recorrer ao problema e minimizar os danos causados em sua empresa. Nas demais situações, é possível agir para reverter os pontos negativos e incluí-los no planejamento administrativo.


Ferramentas: Você tem acesso a ferramentas de apoio a gestão e prevenção de riscos, como checklists, eventos, FMEA e outros? Conheça algumas aqui: GCoprs

0 comentário